Lançamento da Editora Casa dos Espíritos, Os Nephilins é a mais recente obra do espírito Angelo Inácio através da mediunidade de Robson Pinheiro. O livro fala sobre a origem do planeta Terra, antes chamado de Tiamat, e é inspirado nas Sagradas Escrituras.

Muitos de nós espiritualistas conhecemos a história dos espíritos recalcitrantes que foram enviados de Capela para a Terra, a fim de evoluírem em sua conduta moral. Ângelo Inácio agora revela que antes da chegada dos exilados de Capela, para cá foram trazidos milhares de espíritos deportados de outros planetas e que entre eles estavam os dragões ou daimons – já citados em outros livros do autor ( A Marca da Besta e Os Guardiões).

Utilizando de sua já conhecida linguagem detalhada e descritiva, Ângelo nos oferece uma história fantástica. Como ele mesmo diz no prefácio:

Este livro trata de um conhecimento inspirado nos livros sagrados apenas; não se trata de ficção nem de fantasia, embora, para muita gente, a história da humanidade, tal como é conhecida do lado de cá da vida, possa levar a conclusões inevitáveis que muitos podem considerar incríveis ou de difícil assimilação. (…) Das brumas do tempo, de eras remotas, surgem fatos registrados nos anais do mundo. (prefácio)

Dentre os temas abordados em Os Nephilins estão a manipulação genética, exobiologia, vida extraterrestre, viagens a outros mundos, universos paralelos e protogênese.

Foram sete as castas de degredados “annunakis” que aportaram no planeta Terra em naves espaciais: cherubs, refains, eloins, emins, anaquins, olmalains e marducai. Muitas destas castas eram compostas por espíritos amorais, cientistas e especialistas em dominação mental. Na Bíblia encontramos:

Os emins dantes habitaram nela; um povo grande e numeroso, e alto como os gigantes.
Também estes foram considerados gigantes como os anaquins; e os moabitas os chamavam emins.(Deuteronômio 2: 10-11)

 No meio destas consciências amorais, estavam o maioral nº1 e seus 12 escolhidos.

No capítulo 2 encontramos a intervenção da equipe do Arcanjo Miguel a fim de evitar maiores catástrofes no 5º planeta, após uma revolta dos filhos de Nibiru.

Miguel resolveu intervir de forma mais direta, não mais postergando qualquer ação. Em torno do quinto planeta já estava a postos sua comitiva de guardiões, de agentes da justiça sideral que vigiavam, entre mundos, os eventos cósmicos daquela época recuada, no passado remoto da humanidade que viria a habitar Tiamat (pg 111)

 Tiamat foi então considerado um “mundo prisão”.

Nas páginas 128 e 129 encontramos citações sobre o extinto continente de Lemúria, descrito como um conglomerado de laboratórios dedicados à pesquisa do bioma humano.

Os guardiões então resolveram construir bases espaciais para melhorar vigiar este novo mundo. Algumas dessas bases se encontram até hoje na lua. De lá intuíram os degredados a construirem as pirâmides, com o intuito de abastecerem suas naves espaciais com energia solar.

Segundo Ângelo Inácio, tudo isso está registrado nos anais de eras remotas e na mente das consciências que viveram nestes dias.

Com a chegada do povo de Capela, deu-se início a uma guerra entre os annunakis e os capelinos. Desta guerra aconteceram novos cataclismas e o fim de uma civilização.

Uma estrela desceu do céu, rasgando a escuridão da noite, e balançou para sempre as estruturas físicas e psíquicas, a contraparte astral e energética do mundo antigo. Levou aquela civilização ao fundo dos mares. (pg 294)

A partir do Capítulo 6, aparecerão personagens já conhecidos de outros romances, tais como Raul, Irmina, Kiev, Jamar e Anton que irão participar de um mergulho na mente de um daimon, através de projetores holográficos e irão conversar com os annunakis, que são  extra-terrestres que auxiliam na evolução humana. Segundo o autor, estes seres possuem várias bases submersas em nosso planeta, utilizam-se de naves espaciais e se comunicam frequentemente com os governantes dos países mais poderosos.

Assim como outras obras de Ângelo Inácio, este livro não é de fácil leitura. Precisei fazer anotações para não me perder no meio da história, que realmente pode parecer uma obra de ficção cinetífica. Mas o autor afirma que tudo que foi descrito é real e que os filhos das estrelas, Os Nefhilins, estão voltando e que é preciso compreendermos sua atuação junto às nações da Terra.

Ficha Técnica:
Gênero: Romance mediúnico
Ano de lançamento: 2014
Páginas: 480

E você, vai pegar carona neste disco voador?

 
BLOG DO LIVRO ESPÍRITA © 2021 | Todos os direitos reservados | Design By Duy Templates
Top