Nesta obra romanceada, Pai Benedito de Aruanda – através da mediunidade de Rubens Saraceni – irá revelar a história do guardião Tranca Ruas das Almas, ou Mehi Mahar Selmi Laresh.

Pelas palavras do médium: ” O Senhor Tranca Ruas e outros Senhores Exus Guardiões têm insistido comigo para que psicografe suas histórias, pois só assim os médiuns umbandistas, os espíritas e os espiritualistas, em geral, saberão quem realmente é Exu: o mistério da Lei e da Vida.”

Pelas palavras do Sr Tranca Ruas: “Temos uma origem em comum, irmão de Lei e da Vida: ambos somos Mehis (…) Mehi, na língua ancestral comum a todas as línguas humanas, significa Guardião dos Mistérios. Ogum yê é Mehi, Oxossi é Mehi, Omulu-yê é Mehi, Iá-niim-ça-yê ou Iansã é Mehi (…) Assim temos todos os mistérios, que se chamam Ach-me, e seus Guardiões, que são chamados de Mehis ou Mehas”

O romance é narrado pelo Pai Benedito e complementado por Sr Tranca Ruas. Selmi Laresh vivia no grande Templo Cristalino da Luz Azul, onde foi educado em regime de internato. Aos 13 anos, foi consagrado pelo sagrado Mehi Ogum Sete Lanças. Tinha como mestre o grande Mago da Luz Cristalina. E ambos tinham uma visão persistente, de uma mancha negra repleta de espíritos necessitados.

Quando adulto, se apaixonou por uma moça de outra raça e como isto era proibido, o mago o considerou um caído e o enviou para uma ilha deserta. Depois de um tempo chegou até a mesma ilha a neta do mago Shell-ça, que também fora considerada uma caída por ter tido relações sexuais antes do casamento. Os dois acabaram se apaixonando e tiveram 7 filhos.

Porém Mehi Laribor, ambicioso, resolveu invadir a ilha para se apossar dos mistérios de Shell-ça, Laresh e suas filhas, sacrificando-os para o grande lado negro das forças. Daí aparece Mehi Herfeshi, uma espécie de guardião da família cujo o grande mistério negativo é o seu sexo.

Em passagens confusas e a meu ver bastante fantásticas (ou fantasiosas), Herfesh irá possuir a esposa de Laresh e até suas filhas, para assim proteger seus mistérios e haverá uma luta mental e espiritual entre a família de Laresh, Laribor e o Mago Negro.

Ficha Técnica:
Médium: Rubens Saraceni
Espírito: Pai Benedito de Aruanda
Editora: madras
Páginas: 208

Comentário: Eu já tentei ler vários livros da lavra de Rubens Saraceni, por reconhecer sua importância dentro da Umbanda, mas confesso que tenho dificuldade em entendê-los. Com esta obra não foi diferente. Achei a história muito fantasiosa e voltada para questões sexuais de forma muito crua, sem a delicadeza que eu acho que o tema merece.

Trechos:

Iafershi tocou Shell-çá com seu poderoso negativo. No princípio, foi com delicadeza, mas, aos poucos, foi impondo um ritmo que a deixou alucinada. Em pouco tempo, Shell-çá mergulhou em um êxtase que parecia um delírio interminável. Quando sentiu que ela já não tinha consciência de mais nada, pois tinha sido lançada por inteiro em uma dimensão mental, Iafershi segurou o rosto dela, contorcido pelas vibrações de prazer.

 
BLOG DO LIVRO ESPÍRITA © 2021 | Todos os direitos reservados | Design By Duy Templates
Top