Nesta obra lançada recentemente pela VivaLuz Editora, o autor apresenta os resultados de suas investigações para compreender a união entre o Espiritismo e a Teosofia de Helena Blavatsky, criando,inclusive, um neologismo: espiritismo teosófico.

Helena Blavatsky, ou simplesmente Madame Blavatsky era uma médium de origem russa que fundou a Sociedade Teosófica nos Estados Unidos por volta de 1875.

Segundo o autor, no período que compreendeu os anos de 1873 a 1883, a Teosofia mergulhou no espiritismo e vice-versa e muitos artigos foram escritos na famosa Revista Espírita na França. Este encontro entre as duas filosofias espiritualistas se deu devido a amizade entre Blavatsky e o Sr Pierre Leymarie, um dos mais importantes kardecistas da França na época e mandatário da viuva de Kardec.

Allan Kardec em nada influenciou essa união vibrante, já que havia desencarnado quatro anos antes do início dessas aproximações (pg 19)

Adriano nos conta que a curiosidade em estudar o tema se deu quando estava elaborando uma biografia de Madame Kardec e se deparou com os escritos de uma amiga do casal, Madame Fropo, que parecia indignada com esta aproximação entre o espiritismo e a teosofia.

O livro é interessante, pois faz uma análise criteriosa e fundamentada em pesquisas sobre a influência do espiritismo na Teosofia, que ainda hoje é uma doutrina secreta de fundo espiritualista.

O prefácio é de Camille Flammarion e a arte gráfica é muito boa, com fonte confortável e a linguagem empregada pelo autor é de fácil compreensão.

Trechos:

Falar em nome do Codificador do Espiritismo. Esta é uma responsabilidade que muitos assumem sem atinar para os impactos da influência que exercem sobre aqueles que estão iniciando as descobertas espirituais. Segui Kardec é seguir os princípios revelados pelos espíritos superiores, sob a orientação do Espírito da Verdade. (Prefácio)

Acreditamos que a expressão Espiritismo teosófico seja um neologismo nosso, que não consta em nenhuma literatura espírita ou teosófica (…)Tudo que fora levantado neste trabalho partiu de pesquisas primárias ou secundárias, seja diretamente na fonte, por meio da multifacetada Revista Espírita publicada depois de 1869, ou em documentos de pesquisadores sérios ligados ao tema. (introdução)

 
BLOG DO LIVRO ESPÍRITA © 2021 | Todos os direitos reservados | Design By Duy Templates
Top