Autor:Frâncisco Cândido Chavier
Espírito:Maria João de Deus
Páginas:197
Tamanho: 14×21

Sinopse: Cartas de Uma Morta é a única obra de Maria João de Deus, Espírito que foi na terra a mãe de Chico Xavier. Esta obra traz mensagens de saudades e de carinho de quantos atravessaram o imenso mar da morte, ansiosos por se revelarem aos entes amados, que deixaram à retaguarda e aos quais precederam na grande viagem da vida.

Resumo: Cartas de Uma Morta é um romance enviado pela mãe de Chico Xavier, Dona Maria João de Deus, no qual ela narra suas experiências no além-túmulo. Os capítulos mais famosos se referem as suas visitas aos Planetas Marte e Saturno.

Trechos:

Um dos planetas, cuja constituição mais me impressionava, quando raramente me entretinha com essas questões na Terra, era Saturno, imaginando como seriam prodigiosos os fenômenos da luz em sua superfície, em virtude de seu anel e numerosos satélites.Revelando essas preocupações ao espírito benévolo, que prosseguia dispensando-me carinhosa proteção, concedeu-me o seu valioso auxílio para que eu pudesse excursionar àquele orbe distante.Bastou que fixássemos em nossa mente semelhante desejo para que me visse ao lado de um boníssimo companheiro, envolto em atmosfera diferente da que me era habitual nas adjacências da Terra

É para a vossa ciência uma afirmativa audaciosa, dizer-vos que pude ver o planeta Marte, identificando-me com os seus elementos a fim de conhecer de mais perto as suas belezas ignoradas.A verdade, porém, tem igualmente as suas revelações pelos caminhos da fé. Nem tudo se mostra somente nas análises frias dos laboratórios e das suas retortas. As grandes realidades primeiramente falam ao coração. Na atualidade, à mingua de elementos mais positivos de ordem material, nós vos falamos como se fôssemos vítimas de nossos surtos imaginativos, mas dia virá que os homens hão de verificar, com as positividades requeridas, a veracidade de nossas afirmativas.Como das outras vezes, meus amigos, não pude fazer sozinha uma excursão dessa natureza. O guia de sempre conduzia os meus passos. E foi assim que bastou um pensamento forte de nossa vontade, concentrada nesse objetivo, para que efetuássemos essa viagem vertiginosa, cuja duração foi de poucos segundos, de acordo com a vossa contagem do tempo aí na Terra.

 
BLOG DO LIVRO ESPÍRITA © 2021 | Todos os direitos reservados | Design By Duy Templates

Casa de apostas 22bet